Notícias

Comitiva da CAF visita São Caetano para avaliação do Programa de Desenvolvimento e Saneamento Ambiental

em 28/11/2019

Um grupo de nove representantes da CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina) esteve em São Caetano do Sul nesta semana (entre os dias 26 e 28/11) para avaliação do Programa de Desenvolvimento e Saneamento Ambiental, encabeçado pela Prefeitura e pelo Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental).

Em três dias, a equipe participou de reuniões técnicas com o prefeito, os secretários  da Fazenda, Serviços Urbanos, Governo e Obras e Habitação, além do superintendente do Saesa, e visitou as áreas de intervenção do Programa. Assim como outras cidades da Região Metropolitana de São Paulo, como Santo André, São Bernardo do Campo e Guarulhos, entre outras, São Caetano se posiciona para captar recursos para a execução de obras estruturais.

“É a primeira vez que recebemos a CAF em São Caetano. Isso se deve à credibilidade que alcançamos nos últimos anos e que nos permitiu buscar recursos em instituições internacionais”, pontuou o prefeito. “Pautamos, aqui, intervenções que trazem ganhos multissetoriais e que vislumbram o crescimento da cidade. Nossa expectativa é produzir uma força sinérgica para alcançar as metas, trabalhando com afinco e objetividade para concretizar esse pacote de projetos inéditos, que serão um legado para toda a população”, completou, ao destacar que essa é mais uma etapa que a Prefeitura avança na contratação de obras estruturantes para o futuro do município, que deverão acontecer a médio e longo prazo.

O Programa de Desenvolvimento e Saneamento Ambiental envolve ações em três frentes: Saneamento e Inovação; Geração Solar, Meio Ambiente e Sustentabilidade; e Mobilidade e Acessibilidade.

“A semana foi extremamente produtiva e exitosa”, avaliou o secretário da Fazenda e coordenador geral da missão. “Quebramos um paradigma ao sair de um cenário financeiro desfavorável, em 2016, e avançar na concretização destes projetos que visam desenvolvimento, modernização e sustentabilidade ao município”.

 

Compartilhe: