Notícias

Paciente francês encontra tratamento definitivo para ferida em São Caetano

Por 
em 15/03/2019

Cuidar bem das pessoas faz parte da rotina da Secretaria de Saúde de São Caetano do Sul. Mas, em janeiro, um caso em especial chamou a atenção no Hospital São Caetano: uma ferida aberta na perna de um paciente francês.

 O caso, apesar da aparente simplicidade, se revelou mais complexo. O gerente de negócios David Loyer convivia há 2 anos e meio com a ferida, sem que ela cicatrizasse por completo. Buscou tratamento na Irlanda e na França. Na Europa, encontrou terapias que não se mostraram totalmente eficazes.

 “Na Irlanda, passei em consulta com um clínico geral, e depois com um especialista, que me atendeu em um hospital em Dublin, me prescrevendo antibióticos e orientando sobre o curativo. Na França, passei em consulta com um clínico geral. Foram mais dois meses de curativos, com enfermeiras especializadas, mas sem que a ferida cicatrizasse totalmente”, recordou Loyer.

Quando desembarcou no Brasil, em dezembro de 2018, o ferimento novamente se abriu. Após alguns dias em São Paulo, o estrangeiro procurou o Hospital São Caetano. E lá, enfim, encontrou a solução definitiva para o problema. No setor de Estomaterapia, Loyer foi atendido pelo enfermeiro Roger Rodrigues.

“Com todos os cuidados minuciosos que recebi (limpeza, aplicação semanal de diferentes cremes e ataduras) e conselhos valiosos (colocar a perna para cima, pressão correta da atadura, etc.), os resultados foram finalmente atingidos. Em menos de um mês de atendimento, a ferida estava perfeitamente fechada”, relatou o francês.

No agradecimento, enviado por e-mail, já da França, Loyer elogiou o profissionalismo da equipe que o atendeu, especialmente de Roger Rodrigues. “Gostaria de salientar a sua gentileza e seus constantes esforços, e por ter me explicado, em inglês, tudo sobre a ferida com muita clareza, o que jamais obtive antes com outros enfermeiros ou médicos. Muito obrigado!”

A secretária de Saúde de São Caetano, Regina Maura Zetone, destacou a plena confiança nos profissionais da pasta. “Sem qualquer tipo de recomendação especial houve um tratamento competente e humanizado, reconhecido e elogiado por um usuário de sistemas de saúde de países de primeiro mundo, que encontrou o sucesso aqui em São Caetano do Sul.”

 

Compartilhe: