a7c44a487670d0fce3dfc6323eca9c09.jpg
Notícias
Featured Item Background

São Caetano do Sul inicia cursos de capacitação ao primeiro emprego

em 27/09/2017

 

capacita

 

São Caetano do Sul dá início a cursos de capacitação ao primeiro emprego

 

Em cerimônia realizada no auditório da USCS (Universidade Municipal de São Caetano do Sul), nesta segunda-feira (25/09), foram abertos os cursos do programa Desenhando o Futuro, realizado graças a uma parceria entre a Prefeitura e o Sescon-SP (Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado de São Paulo).

 

O programa destina-se a capacitar ao primeiro emprego jovens entre 16 e 18 anos com a oferta de dois cursos: um de Departamento Pessoal e outro de Escrita Fiscal. Nessa primeira turma, estão participando 65 jovens e os cursos têm a duração de 60 horas.

 

“A capacitação de jovens, visando o acesso ao emprego, é um grande desafio e insere-se em nossas políticas públicas de geração de emprego e renda”, declara o secretário da Sedeti (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo, Tecnologia e Inovação), de São Caetano do Sul. Segundo o secretário, para combater o desemprego, a Prefeitura tem buscado atuar em três frentes: a conquista de novas empresas para a cidade, o apoio ao desenvolvimento das empresas já instaladas no município, e a capacitação de pessoas para o trabalho, além de aproximá-las das vagas captadas junto às empresas da cidade e região.

 

“E para quem ainda vai começar a vida profissional é ainda mais difícil”, considera o secretário. Por isso, a Sedeti buscou estabelecer essa parceria com a Sescon-SP, que já tem uma experiência de 10 anos na formação profissional de jovens por meio de sua Comissão de Responsabilidade Social.

 

Salvador Strazzeri, membro do Conselho Fiscal da Sescon-SP, destaca que a entidade já formou mais de 10 mil jovens: “Temos uma verba estatutária destinada à comunidade”, explica. “Oferecemos os professores e o material didático. Depois, os jovens formados podem se inscrever em nossa Bolsa de Talentos”.

 

Elza Farias, professora de Escrita Fiscal, diz que além de ensinar matérias como escrituração de livros e cálculo de recolhimento de impostos, por exemplo, o curso também busca despertar no jovem uma postura profissional diante do mercado de trabalho. “O mais importante é fazer com que eles acreditem em si mesmos. Quando resgatamos a autoconfiança eles conseguem o que desejam”. Essa também foi a tônica do discurso do secretário Silvio Minciotti aos jovens: “Aqueles que unem capacitação, disposição ao trabalho e retidão de conduta conseguem atingir os seus propósitos”.

 

Compartilhe: