Notícias
Featured Item Background

Seminário: Saneamento Básico

em 19/10/2017

semin-saneamento

São Caetano do Sul é destaque em seminário sobre saneamento básico

 

São Caetano do Sul foi um dos destaques do seminário ‘Exemplos em Saneamento Básico – Municípios Provam Ser Possível Universalizar Serviços e Reduzir Perdas de Água’, realizado em São Paulo na manhã desta terça-feira (17/10), pela Fundação Getúlio Vargas e Instituto Trata Brasil. O atual prefeito apresentou os resultados obtidos em suas duas primeiras gestões (2005-2008/ 2009-2012), quando o município alcançou o posto de uma das cidades metropolitanas brasileiras pioneiras em alcançar 300% em saneamento: 100% de água tratada, 100% de esgoto coletado e 100% de esgoto tratado.

 

“Quando assumimos a Prefeitura de São Caetano pela primeira vez, em 2005, o diagnóstico foi de que era necessário muito mais planejamento no Departamento de Água e Esgoto, o DAE. No ano seguinte, criamos o Plano Diretor da área, válido para 10 anos, com dois polos principais: a universalização e a redução de perdas de água. Em 2012, final de nosso segundo mandato, já havíamos alcançado os 300% no saneamento básico e tínhamos reduzido as perdas para menos de 30%, abaixo da média do País”, explicou o prefeito durante o painel ‘Redução das Perdas de Água Não É Utopia’.

 

O prefeito de São Caetano do Sul discutiu o tema ao lado do presidente da Sabesp, Jerson Kelman, da secretária-adjunta de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado de São Paulo, Mônica Porto, de Gesner Oliveira, do Grupo de Economia da Infraestrutura e Soluções Ambientais da FGV, e do deputado federal e ex-prefeito de Santos (SP), João Paulo Papa.

Os municípios de Cachoeiro de Itapemirim (ES), Umuarama (PR), Lins (SP), Presidente Prudente (SP), Piracicaba (SP), Ponta Grossa (PR) e Lagoa da Prata (MG) também apresentaram seus cases durante o evento.

 

 

Compartilhe: