Foto: Divulgação / PMSCS

 

Para 17 alunas da rede municipal de ensino de São Caetano do Sul, a noite de terça-feira foi repleta de emoção. Elas foram convidadas a fazer um pitch (uma apresentação rápida, com cerca de 5 minutos) dos projetos de aplicativos para celular que estão desenvolvendo para a Technovation Girls, a maior competição de tecnologia do mundo voltada exclusivamente a meninas.

As apresentações, que ocorreram na Escola Municipal de Novas Tecnologias diante de familiares, professores e da embaixadora da Technovation Alice Rodrigues, foram uma preparação para as próximas etapas da competição, que acontecem ao longo do mês de junho.

O objetivo da competição é a inclusão digital. O Technovation Girls permite que meninas do mundo todo tenham a oportunidade de aprender e aplicar as habilidades necessárias para resolver problemas do mundo real por meio da tecnologia. Assim, os aplicativos desenvolvidos ao longo da competição devem ter algum propósito social.

A Secretária de Educação do município destaca a relevância da competição:  “É uma ação muito importante, porque além de tratar de temas atuais e que merecem muita atenção da sociedade – o meio ambiente, a questão da violência contra mulher, a questão dos animais, muitos assuntos ligados, inclusive, aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e à Agenda 2030 da ONU – a Technovation Girls é um evento que empodera mulheres. Ele mostra que as nossas meninas desde muito cedo têm muita capacidade para produzir, para organizar e para pesquisar, porque os aplicativos que elas produzem são desenvolvidos a partir de pesquisa de temas, buscando soluções para problemas que elas identificam. Então é um evento que além de mostrar o que a nossa rede tem capacidade de fazer, faz com que outros lugares (porque é uma competição global) conheçam também aquilo que a gente produz aqui em São Caetano do Sul. ”

Estão participando da competição sete equipes de São Caetano, compostas por meninas entre 8 e 14 anos de idades, estudantes de três escolas: EMEFM Oscar Niemeyer, EMEF 28 de Julho e Colégio USCS.

Comprometidas com os propósitos da competição, as alunas destacam sobretudo a importância do Technovation Girls para a inclusão digital. “Esses projetos buscam a inclusão das mulheres nas áreas de tecnologia, que é majoritariamente  composto por homens. Na Technovation Girls se luta pela quebra dos tabus de machismo”, comenta Julia Garcia Cristóvão, que pretende trabalhar na área de tecnologia no futuro.

“Não é só no Brasil que temos uma cultura machista, venho de outro país e passamos pelos mesmos problemas. Acredito que esses projetos ajudam meninas no mundo todo. A competição é mundial e já atinge mais de 60 países”, destaca Guilyne Destine, que veio do Haiti há cerca de 3 anos.

Conheça as participantes e os aplicativos que elas criaram:

 

EQUIPE: Little Sunflower - Júlia Garcia Cristóvão e Ester Pereira do Nascimento (in memorian)

ESCOLA: USCS

APP: Sunflower - app para fazer o descarte correto do lixo eletrônico e achar os pontos de coleta rápidos aqui na nossa cidade.

 

EQUIPE: Cristal Girls -  Livia Oliveira Gama, Raquel de Barros Xavier, Laura Amorim da Silva

ESCOLA: EMEFM Arquiteto Oscar Niemeyer

APP: Save World - app tem a função de reduzir o aquecimento global com uma lista de missões que dá dicas de como colaborar com o planeta de forma lúdica. A cada missão cumprida o participante ganha pontos.

 

EQUIPE: Pink Science -  Ana Clara Sales Almendro, Bianca Amorim de Oliveira, Manuela Spinelli Guidetti, Priscila Sayuri Shinta e Rafaella Zoe de França Vono

ESCOLA: EMEF 28 de Julho

APP: SignalsCam - projeto criado para ajudar na comunicação entre ouvintes e não ouvintes, tendo como foco a inclusão social. O aplicativo usa Inteligência Artifical para reconhecer sinais em Libras e mostrar o significado correspondente.

 

EQUIPE: Beginner -  Guilyne Destine.

ESCOLA: EMEFM Arquiteto Oscar Niemeyer

APP: Help Them - projeto foi feito para ajudar mulheres que sofrem de assédio.

 

EQUIPE: All Star Shine: Valentina Zamboni Foglia, Manoela Espúrio Lamazales

ESCOLA: EMEFM Arquiteto Oscar Niemeyer

APP: Save Animals - objetivo do app é resgatar animais abandonados, maltratados nas ruas.

 

EQUIPE: Girl Power SCS - Clara Carqueijo Mello

ESCOLA: EMEFM Oscar Niemeyer

APP: Figet Hunger - projeto é feito para ajudar as pessoas que passam fome no país, aproximando pessoas que querem doar e as que precisam receber doações.

 

EQUIPE: AuGirls - Raissa Schebanow, Maria Fernanda de Benedito Lucena, Bruna Reis de Souza, Gabriella Godoy Vello

ESCOLA: EMEF 28 de Julho

APP: Pet Friend – app para denúncia contra maus tratos a animais.