Foto: Letícia Teixeira / PMSCS

 

A Câmara de São Caetano do Sul aprovou na terça-feira (28/9) o projeto de lei, de autoria do Poder Executivo, que municipaliza a Creche Oswaldo Cruz, até então mantida pela Associação Beneficente São João de Jerusalém. Assim a unidade passa a ser administrada pela Prefeitura, e a se chamar EMEI (Escola Municipal de Educação Infantil) Oswaldo Cruz - é a 64ª escola da rede municipal de ensino.

A partir de meados de 2017, a Associação passou a enfrentar problemas financeiros para a manutenção das atividades, contando com o apoio da Secretaria Municipal de Educação nos aspectos administrativos e pedagógicos, além de oferecer suporte no setor de alimentação escolar, conservação do prédio, suprimento de materiais etc. Assim, iniciaram-se as tratativas para a formalização da efetiva municipalização, estando a Associação Beneficente totalmente de acordo com tal solução.

A unidade atende atualmente 182 crianças, do berçário ao grupo 5 da Educação Infantil. “Com a municipalização, vamos conseguir dar apoio na estrutura física, realizando melhorias e adquirindo novos mobiliários e equipamentos. Representa melhores condições de ensino para as nossas crianças”, afirma o secretário de Educação.

A Sociedade Beneficente já não reunia condições financeiras adequadas para realizar as manutenções necessárias. Com a municipalização, a Prefeitura revitalizará o espaço, que apresenta problemas estruturais.

 

IMÓVEL

A concessão do uso do imóvel, de propriedade da Prefeitura de São Caetano, foi dada em 1975, pelo então prefeito Hermógenes Walter Braido, à Sociedade Maçônica Loja Simbólica Fraternidade de São Caetano para a instalação da creche.

Em 1992, o prefeito Luiz Olinto Tortorello prorrogou a concessão do uso do imóvel no Bairro Oswaldo Cruz que, agora, retorna à Prefeitura. As benfeitorias e os equipamentos existentes no imóvel também serão transferidos para o poder municipal.