A Emnova (Escola Municipal de Novas Tecnologias) Profª Neusa Maria Nunes Branco está com uma novidade em sua grade de cursos: Desafios de Programação com RoboMind.  

O novo curso de programação e robótica será oferecido a distância, gratuitamente, por meio da plataforma de origem holandesa RoboMind Academy. “Nessa plataforma, temos a abordagem do pensamento computacional, uma habilidade essencial em nossa sociedade na solução de desafios e problemas envolvendo lógica, tecnologia, automação e robótica”, informa o professor Rafael Moreira.

Segundo Moreira, o currículo dos cursos propostos na RoboMind Academy segue os padrões educacionais aplicados na Holanda, no Reino Unido e nos Estados Unidos. O novo curso é resultado de um cuidadoso trabalho de pesquisa do corpo docente da Emnova.

“A crise sanitária resultou num esforço de adaptação dos cursos, anteriormente oferecidos de modo presencial, para o modo virtual, mas também se constituiu em oportunidade para construir novos cursos. Assim, retomou-se a oferta do curso de Corel Draw, reformulou-se o curso de Marketing e de Scratch Jr, construiu-se os cursos de Scratch 2.0 e Scratch 3.0, cursos que usam o arduíno, entre outros”, relata o diretor Wesley Dourado.

Para saber mais sobre esse e demais cursos da Emnova, todos gratuitos, oferecidos a moradores de São Caetano a partir de 6 anos, basta acessar o site  https://emnova.scseduca.com.br/emnova. Ainda há vagas remanescentes para os cursos do quarto bimestre e as inscrições podem ser feitas até o dia 4 de outubro de 2021.

 

TECHNOVATION GIRLS

A temporada 2021-2022 da competição Technovation Girls Brasil, a maior competição de tecnologia do mundo voltada exclusivamente a meninas, já começou em São Caetano. As meninas que fazem curso na Escola Municipal de Novas Tecnologias foram convidadas a participar de um encontro presencial para conhecer a competição e formar as equipes da Emnova.

A profª Leia Bastos, coordenadora da escola, conduziu a conversa e explicou o objetivo da atividade, as etapas e os desafios que a competição reserva para as meninas. Wesley Dourado, diretor da escola, ao agradecer a presença das crianças e das mães que as acompanharam, indicou que além das contribuições para o desenvolvimento de competências e a da possibilidade de aprender de um modo divertido e novo, a competição também colabora para resistir à persistente desigualdade de gênero neste país. As meninas também podem trabalhar com tecnologia!

As mães que compareceram ao encontro agradeceram a iniciativa por reconhecerem o valor da atividade. E quem não pôde comparecer ao encontro, mas gostaria de participar da atividade, basta mandar um email para emnova@scseduca.com.br.