Foto: Letícia Teixeira / PMSCS

 

Nas escolas da rede municipal de ensino de São Caetano, o Dia Mundial da Água, 22 de março, foi uma oportunidade única de conscientização e aprendizado. Todas as unidades de Educação Infantil e Ensino Fundamental I receberam uma cartilha interativa de educação ambiental publicada pelo Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental) para discutir a temática em sala de aula.

 “A importância da água e as formas de evitar desperdício são temas que já fazem parte do currículo. Com a cartilha do Saesa pudemos enriquecer as discussões. Cada turma, conforme a faixa etária, desenvolveu uma proposta de trabalho com a cartilha”, diz a diretora da EMEF (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Sylvio Romero, Sandra Martins.

 Na EMEF  Ângelo Raphael Pellegrino, a música Planeta Água, de Guilherme Arantes, foi o fio condutor do projeto desenvolvido pelos alunos do 6º ao 9º ano. Os alunos interpretaram trechos da música, associando-os com os conteúdos da matéria (ciclo da água, desmatamento, erosão etc) e, como produto final, realizaram a montagem de uma instalação representando um rio, o ciclo natural da água e as diversas condições da água por conta da interferência humana. “Agora, vamos trabalhar com a cartilha do Saesa para complementar as pesquisas feitas para o projeto”, conta a diretora Alessandra de Siqueira.

Além da ação nas escolas, o Saesa desenvolveu campanhas de conscientização em suas plataformas digitais (Facebook, Instagram e site), voltadas para a população em geral e, aos domingos, realiza o projeto Pedal Sustentável, incentivando o ciclismo como forma de transporte e lazer mais integrada ao meio ambiente. A iniciativa acontece nos domingos de março, das 10h às 16h, na Rua de Lazer da Avenida Presidente Kennedy, com o fornecimento de bicicletas à população, gratuitamente.

 

CISTERNA NA ESCOLA

Na EMEF Anacleto Campanella, a conscientização sobre a importância do uso sustentável da água resultou numa ação prática: a aquisição, em outubro de 2021, de uma cisterna para armazenamento de água da chuva.

“Graças à parceria com a APM (Associação de Pais e Mestres) da escola foi possível adquirir e instalar uma cisterna de captação de água de chuva que é utilizada para a limpeza dos pátios e para regar as plantas”, comemora a diretora Adriana Assi.

Segundo a diretora, a cisterna fica localizada num recuo do Parque do Pedrinho (área de lazer ao ar livre) e recebe grande quantidade de água da chuva. “A capacidade de captação é de 1000 litros, sendo possível lavar toda a área externa da escola com o uso da água reservada”, informa Adriana.

Para a inauguração da cisterna, a equipe gestora organizou um evento que envolveu toda a escola. “Foi feita uma explanação aos 345 alunos e servidores da importância das ações sustentáveis para o nosso planeta e consequentemente para o nosso habitat. Os estudantes também puderam assistir a um vídeo sobre como funciona uma cisterna, juntamente com uma palestra proferida pela bióloga e educadora Ayumi Carvalho.”

Para proporcionar aprendizado de forma lúdica, a escola recebeu ainda atores para encenarem uma peça teatral do Livro, “ Água... O tesouro da Terra”, da Editora Suinara.

Hoje, a escola relembrou o Dia Mundial da Água e aprendeu um pouco mais, com a cartilha distribuída pelo Saesa.