Foto: Medalhas de ouro, prata e bronze da OBA 2021 na EMEF Senador Fláquer (Divulgação / PMSCS)

 

As escolas da rede municipal de ensino de São Caetano do Sul repetiram o feito do ano passado: conquistaram 89% de todas as medalhas distribuídas aos participantes da OBA (Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica) da cidade.  Dentre medalhas de ouro, prata e bronze, estudantes das escolas municipais foram contemplados com 389 das 437 distribuídas pela organização às melhores notas da prova.

Participaram da OBA 27 escolas da cidade, públicas (estaduais e municipais) e particulares.  A campeã em número de medalhas na cidade foi a EMEF (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Senador Fláquer, localizada no Bairro Fundação:  47 medalhas no total, sendo 17 de ouro, 12 de prata e 18 de bronze. Em segundo lugar figura a EMEF Luiz Olinto Tortorello: 13 medalhas de ouro, 18 de prata e 11 de bronze. Na terceira colocação, empatadas mais duas escolas municipais, ambas com 41 medalhas no total: a EMEF 28 de Julho e a EMEF Prof. Décio Machado Gaia.

“Esse resultado contundente nos orgulha muito. Demonstra a dedicação de nossos alunos e o comprometimento de nossos educadores, que não pouparam esforços para que a educação de São Caetano continuasse sendo referência de qualidade, mesmo durante o período de isolamento da pandemia”, celebra o prefeito.

“A segunda onda da pandemia, no início do ano, manteve o ensino remoto por um período maior do que esperávamos. Mas nossos profissionais rapidamente se adaptaram e a parceria com a Google também facilitou o processo: além de atividades remotas, os alunos tiveram aulas online em tempo real, interagindo com os professores. Foi um diferencial do nosso ensino”, explica o secretário de Educação.  

 

OLIMPÍADA DE MATEMÁTICA

Além do ótimo desempenho na Olimpíada de Astronomia, recentemente a EMEF Senador Fláquer teve outro motivo para se orgulhar: a aluna Clara Vendeirinho Mirra, do 7º ano, foi medalha de bronze em sua categoria na Olimpíada de Matemática do Grande ABC, competição dedicada aos alunos das escolas da região. “Clara foi a única medalhista de São Caetano do Sul e competiu com 8 mil alunos de escolas do Grande ABC”, destaca, orgulhoso, o diretor da escola.