Foto: Alexandre Yort / PMSCS

Após dois anos sem ser realizada por conta da pandemia, a Festa Italiana de São Caetano do Sul voltou. No primeiro fim de semana de sua 29ª edição (6 e 7/8), milhares de pessoas passaram pelas ruas Mariano Pamplona e 28 de Julho, no Bairro Fundação, onde estão as barracas gastronômicas de 27 entidades sociais da cidade, e pelo novo Parque Municipal Província de Treviso, onde está montado o palco das atrações culturais.

A abertura oficial, feita pelo prefeito José Auricchio Júnior, contou com a presença de alunos da EMEF  (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Senador Fláquer, que abriram a cerimônia cantando Il Canto degli Italiani (O Canto dos Italianos), como é conhecido o Hino Nacional da Itália.

“A Festa Italiana é patrimônio cultural de São Caetano, do ABC e de São Paulo. Uma festa feita para as famílias, e que não perde as suas raízes”, destacou Auricchio.

Spaghetti, cappelletti, taglierini, focaccia e os deliciosos tiramisù e cannoli são algumas das receitas que quem for à Festa Italiana irá encontrar. Na parte musical também não faltam shows tradicionais como Fred Rovella, Vivi Sorella, Andrea Bien, Mário Pastore e Tony Angeli, entre outros. A Festa segue por todos os sábados e domingos de agosto. No encerramento (28/8) terá show da Família Lima.

 

SEGURANÇA

A Festa Italiana é uma confraternização segura para todos os frequentadores. Uma Central de Monitoramento faz o gerenciamento de 20 câmeras espalhadas estrategicamente pelo Parque Província de Treviso, ruas onde estão as barracas e pelo entorno. Além disso, 500 agentes das Forças de Segurança, representadas pelas Polícias Militar e Civil, e pela GCM (Guarda Civil Municipal), garantem a tranquilidade do público.