Foto: Divulgação / PMSCS

A GCM (Guarda Civil Municipal) de São Caetano do Sul deteve em flagrante, na noite de domingo (25/4), um homem de 40 anos por descumprimento de medida protetiva de urgência, violência doméstica, injúria e dano, no Bairro Nova Gerty.

 

Acionada pela Cecom (Central de Comunicações) da GCM, uma equipe da Romu (Rondas Municipais) foi até o local, onde o homem gesticulava muito e gritava em tom de ameaças em direção ao prédio da sua ex-companheira. Os GCMs notaram sangue nas mãos e nos pés do indivíduo, inclusive manchas avermelhadas no interfone e na porta principal do prédio, que tinha o vidro trincado.

 

Ao ser solicitado para ingressar na viatura, o homem passou a portar-se de modo agressivo, danificando aos chutes a tela de proteção do compartimento traseiro do veículo. Ele foi conduzido ao Hospital de Emergências Albert Sabin (devido aos ferimentos) e, posteriormente, à Delegacia Sede, onde permaneceu à disposição da Justiça.

 

COMBATE À VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

A Prefeitura lançou em fevereiro a campanha São Caetano diz Não à Violência Contra a Mulher. A iniciativa tem o apoio das Forças de Segurança (Polícias Militar e Civil, além da GCM) e entidades como a OAB e o Conselho Municipal de Proteção e Defesa da Mulher.

 

Com a campanha, foram espalhadas pela cidade e nas redes sociais peças que destacam o combate ao estupro, à violência sexual, ao abuso infantil, à prostituição infantil, ao feminicídio e quaisquer agressões contra a mulher, incluindo as psicológicas, como humilhação e desvalorização moral.

 

Entre as medidas implantadas pelo município para combater este tipo de violência estão a criação da Delegacia da Mulher e do Ambulatório de Saúde Mental para Mulheres em Vulnerabilidade, que oferece assistência especializada a mulheres em situação de sofrimento psíquico por violência física, sexual e /ou psicológica.