Fotos: Letícia Teixeira / PMSCS

Nesta sexta-feira (7/5) foi realizado o lançamento do tão esperado BRT-ABC, sistema de transporte rápido que conectará, via ônibus (corredor exclusivo), os municípios de São Paulo, São Caetano, São Bernardo e Santo André. A cerimônia, no Palácio dos Bandeirantes, teve as presenças do governador João Doria, do secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, do prefeito de São Caetano do Sul, Tite Campanella, e do deputado estadual Thiago Auricchio, entre outras autoridades.

 

Serão investidos, exclusivamente pela iniciativa privada, R$ 859 milhões no novo modal de transporte metropolitano, que terá capacidade para transportar 115 mil pessoas por dia, além de permitir avanços importantes na mobilidade urbana da região. Este será o primeiro BRT do Estado de São Paulo.

 

“É uma demanda antiga, não só da população sulsancaetanense, como de todo o ABC, que sempre almejou uma ligação rápida e direta até o metrô da Capital. Estamos todos muito felizes”, comentou Tite Campanella, que criou uma Comissão Especial de Acompanhamento das Obras do BRT-ABC.

 

Thiago Auricchio reforçou as palavras do prefeito. “Com certeza este dia ficará na memória de todo cidadão. O BRT facilitará a vida de quem, por exemplo, precisar se deslocar até a capital paulista, de forma rápida, segura e confortável”, complementou o parlamentar estadual.

 

PROJETO

O BRT-ABC deverá ter 18 quilômetros de via expressa, com 20 paradas, três terminais e uma frota de 82 ônibus elétricos (ar-condicionado, articulado, com 23 metros, silenciosos e não poluentes). O sistema de integração dos municípios do ABC com a capital fará o trajeto de ponta a ponta, do terminal São Bernardo ao Terminal Sacomã (capital) em 40 minutos na modalidade expressa. Além do bilhete expresso, que dará a opção do passageiro fazer menos paradas, haverá duas outras opções: tradicional e semiexpressa. 

 

A obra será iniciada após a conclusão do projeto executivo, em andamento. Já a previsão de entrega e operação total é para 2023. A empresa Metra será a responsável pela implantação e gerenciamento, com direito a 25 anos de exploração da concessão.

 

O sistema deverá estar conectado à CPTM, Metrô, Expresso Tiradentes, linhas da SPtrans e ao Corredor ABD. Na Estação Tamanduateí, o passageiro terá a opção de acessar a Linha 2-Verde do Metrô ou a Linha 10-Turquesa da CPTM. De lá, o passageiro terá como opção seguir até a estação Sacomã, integrando também ao Expresso Tiradentes.