Foto: Letícia Teixeira / PMSCS

 

Em solenidade realizada no Cecape (Centro de Capacitação dos Profissionais da Educação) Drª Zilda Arns, nesta sexta-feira (12/11), a Prefeitura de São Caetano do Sul promoveu o lançamento de dois livros editados pela Fundação Pró-Memória: 70 anos de História da Educação em São Caetano do Sul: 1949-2019 e O Nome da Minha Escola.

Participaram do evento autores do poder Executivo e Legislativo e diretores das escolas da rede municipal de São Caetano, que foram presenteados com os livros recém-lançados, em homenagem pelo Dia do Diretor Escolar.

Após saudar os presentes, o prefeito enfatizou a importância da valorização da história da cidade. “Às vezes, acho até que sou saudosista demais. É que, desde a infância, convivi com pessoas que contribuíram muito para que eu criasse laços de amor com esta cidade. Nestes 70 anos, muitas pessoas construíram uma Educação que não tem igual no Brasil. No entanto, mais importante do que celebrar o passado é planejar os próximos 70 anos e continuar entregando uma Educação pública de qualidade. Este é o nosso desafio, é o nosso objetivo”, afirmou o prefeito.

O secretário de Educação parabenizou os gestores pelo Dia do Diretor Escolar e agradeceu a todos os que estão na linha de frente por uma Educação pública de qualidade.  “Sinto-me muito orgulhoso de trabalhar com vocês”, disse o secretário.

Houve um momento especial de homenagem a Ísola Maria Marques Teani, professora de Educação Infantil em São Caetano, de 1958 a 1995.  Após receber do prefeito exemplares dos livros lançados, a professora Ísola deu um depoimento que emocionou todos os presentes. Ela recordou-se de tempos difíceis, em que uma professora precisava cuidar de uma classe com 50 crianças e das amizades que fez na carreira, atuando em diversos cargos, na docência e na gestão.

“Minha história com a Prefeitura começou na infância. Fui da primeira turma a receber bolsa de estudos de São Caetano para cursar o ginásio e o curso Normal (antigo Magistério). Quando me formei tinha 17 anos e ainda não podia trabalhar. Só em 1958 entrei na Prefeitura e trabalhei por 37 anos, até minha aposentadoria. Quero agradecer à Prefeitura por minha realização profissional”, declarou Ísola.

 Após o lançamento, os livros foram distribuídos a todos os presentes no auditório e os autores ficaram disponíveis para autógrafos. As publicações serão distribuídas a todas as unidades escolares do município.

 

MEMÓRIA DA EDUCAÇÃO

O Nome da Minha Escola e 70 anos de História da Educação em São Caetano integram o projeto editorial da Fundação Pró-Memória, que chega a 30 livros publicados com mais esses dois lançamentos, elaborados com o propósito de eternizar a história de sucesso da educação de São Caetano do Sul.

 

70 anos de História da Educação em São Caetano do Sul: 1949-2019

Escrito pela professora Márcia Gallo, pelo historiador Rodrigo Marzano Munari e com a colaboração da professora Mariza Lima nas entrevistas, 70 anos retrata os períodos em que os administradores municipais puderam imprimir sua marca, estabelecendo o padrão de qualidade que hoje faz da Educação de São Caetano referência nacional.

 

O Nome da Minha Escola

Produzido após extensa pesquisa realizada pelos pesquisadores e historiadores da Pró-Memória, O Nome da Minha Escola tem como um de seus objetivos ser um verdadeiro guia abrangendo a história das escolas municipais de São Caetano e de seus patronos. Ele traz dados como nome, endereço, data de fundação ou inauguração de cada escola e uma pequena biografia de quem dá nome à instituição, tornando-se, assim, uma ferramenta importante na integração do aluno com a unidade escolar.