Foto: Eric Romero / PMSCS

O prefeito de São Caetano do Sul, José Auricchio Júnior, lançou o Programa de Revitalização da Rua Visconde de Inhaúma. O evento ocorreu na noite de quarta-feira (30/3), na sede da Associação Amigos do Bairro Nova Gerty, com a presença de cerca de 100 comerciantes e lojistas da região.

“Na minha visão, a Visconde de Inhaúma é umas das mais bonitas vias de São Caetano, um dos cartões postais da cidade. E  já faz mais de 15 anos que realizamos uma revitalização nela (2006). Com essa ação, vamos contribuir para impulsionar ainda mais o comércio no local”, afirmou Auricchio.

A revitalização da Visconde de Inhaúma abrangerá uma força-tarefa com ações das secretarias de Obras e Habitação, Serviços Urbanos, Mobilidade Urbana e Segurança, além do Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental).

Serão realizados reparos como a pintura de guias, calçadas, sinalização horizontal e vertical (placas e solo) da rua e adjacências, além da troca da iluminação (56 lâmpadas de 150 watts e 70 lâmpadas de 100 watts, todas de LED, geridas por telegestão - iluminação inteligente). A rua também ganhará novo paisagismo.

Destaque ainda para o recapeamento de toda a extensão da Visconde de Inhaúma (aproximadamente 13.000 m² de asfalto), da Rua Ingá até a Rua Manoel Augusto Ferreirinha.

Primo Munir, 58 anos, comerciante do ramo de variedades e um dos mais antigos lojistas da Visconde de Inhaúma, acredita que o programa da Prefeitura vem em boa hora. “A Visconde sempre teve lugar de destaque em São Caetano. Passamos por um período complicado de pandemia, onde tivemos de ficar com nossos comércios fechados por alguns meses. Por isso, essa repaginada é muito importante. Dará um ânimo maior tanto para comerciantes quanto para os consumidores.”

 

HISTÓRIA

A Rua Visconde de Inhaúma já se chamou Caminho da Estação e Rua da Boa Vista. Atualmente é um dos principais endereços dos bairros Nova Gerty, Boa Vista, Oswaldo Cruz e Olímpico. Tem 1,2km de extensão e conta com mais de 200 estabelecimentos comerciais e importantes instituições, como a Fundação das Artes. Na parte residencial, a Visconde possui seis casas e 190 apartamentos, além de dois terrenos. A rua surgiu em torno de uma figueira existente desde 1948.

Em 1967, a Visconde foi ampliada e adquiriu a conformação atual, que favoreceu o surgimento de vários estabelecimentos comerciais. São 212 estabelecimentos registrados na Prefeitura (alimentos, saúde, farmácias, bancos, lojas de diferentes segmentos e assistências técnicas).