Foto: Letícia Teixeira / PMSCS

 

Referência na qualidade pedagógica, o ensino municipal de São Caetano do Sul agora também é modelo de qualidade arquitetônica.  O projeto da EMEI (Escola Municipal de Educação Infantil) Cleide Rosa Auricchio foi um dos vencedores da Premiação IABsp 2021, prêmio concedido pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil – Departamento São Paulo.

Segundo o secretário de Educação, a preocupação com a arquitetura da escola está intimamente ligada com a qualidade do ensino oferecida pela rede municipal. “Em nossas escolas, procuramos proporcionar às crianças um espaço seguro, confortável e agradável para que o aprendizado aconteça em sua máxima potencialidade. A EMEI Cleide Rosa Auricchio trouxe um novo parâmetro que nos servirá de inspiração para escolas futuras”, explicou o secretário.

“Esse prêmio nos engrandece e principalmente mostra que a Educação de São Caetano do Sul se preocupa com cada detalhe para o melhor atendimento de nossas crianças. É sempre um grande orgulho para nossa cidade receber um prêmio e principalmente quando se trata de uma obra para nossa educação. A EMEI Cleide Rosa Auricchio é, sem dúvida, uma das mais belas escolas públicas de educação infantil do nosso país”, complementou o secretário.

O anúncio dos vencedores ocorreu em cerimônia transmitida ao vivo pelo IABsp no Youtube, na última quarta-feira (15/12). Dentre 240 inscritos foram escolhidos 29 vencedores no Estado de São Paulo que, agora, partem para a disputa da primeira edição nacional da Premiação IAB, que celebra o centenário do Instituto dos Arquitetos do Brasil. É a primeira vez que o tradicional prêmio do instituto, organizado desde 1967 em nível estadual, ganha uma edição estadual unificada. A cerimônia de premiação nacional ocorrerá em janeiro de 2022.

 

MODELO DE SUSTENTABILIDADE

O projeto da EMEI Cleide Rosa Auricchio, de autoria do Escritório Carolina Penna Arquitetos, foi elaborado sob o conceito de escola-parque, integrando a unidade escolar à Praça Luiz Olinto Tortorello.

 Além da integração da escola com a área verde do parque, a construção obedece a 15 medidas de sustentabilidade urbana, atendendo os requisitos do Programa Município VerdeAzul, do Governo do Estado de São Paulo.

 A atenção ambiental está presente, por exemplo, na acessibilidade universal, plantio de espécies nativas, ventilação e iluminação natural, uso de economizadores de água nas torneiras e pavimentação permeável, entre outras medidas.