Foto: Eric Romero / PMSCS

“São iniciativas como essa que fazem o morador ter orgulho de viver em São Caetano.” A declaração da dona de casa Maria Dolores de Almeida Oliveira, de 59 anos, resume o sentimento de boa parte dos contemplados pelo Programa Remédio em Casa. Com ele, 7 mil moradores recebem o medicamento no conforto do lar, sem ter de se preocupar com o dia da retirada em alguma unidade de Saúde e sem risco de interrupção do tratamento. A ação é realizada nos 15 bairros da cidade.

Moradora do Bairro Cerâmica, dona Maria recebe os remédios em casa desde o início do programa, criado pelo prefeito José Auricchio Júnior em 2019. São medicamentos de controle da hipertensão arterial, da tireoide e do colesterol. Aliás, a hipertensão é, junto do diabetes, critério para o morador ser contemplado pela iniciativa. O marido, Vítor Hugo, também é beneficiado pelo Remédio em Casa.

“Somos bem assistidos em tudo. Fazemos acompanhamento médico, consultas e exames na UBS Moacir Gallina. Já operei da tireoide e, meu marido, da catarata. Tudo excelente. Somos muito bem cuidados. Não saio de São Caetano de jeito nenhum. Só tenho a agradecer à Prefeitura e ao prefeito Auricchio”, ressalta dona Maria, ao destacar que o entregador do Remédio em Casa, Luís Fernando da Silva, se tornou um amigo.

“O Remédio em Casa, além de oferecer mais conforto ao paciente, eliminando o deslocamento e a espera, garante o melhor tratamento possível, já que nos permite gerenciar a correta administração dos medicamentos”, frisa Auricchio, lembrando que o prontuário eletrônico da rede municipal de Saúde permite identificar, além da data de entrega do medicamento, a quantidade enviada e por quanto tempo o paciente terá o remédio.

"Não faz sentido o paciente ter de ir à UBS todos os meses somente para retirar medicamentos que a gente já sabe que ele precisa. O tratamos com respeito e dignidade. Esta ação é uma prova disso, do nosso compromisso com uma Saúde mais humana, que entrega mais carinho e atenção às pessoas”, conclui o prefeito.

As entregas são feitas por quatro motos identificadas do Programa. As caixas contêm remédios para 60 dias de tratamento – é necessária a reavaliação médica a cada seis meses.

“Recebo desde 2019 e nunca falhou. Entregam tudo certinho. É maravilhoso. Não perdemos tempo, nem precisamos gastar indo até uma UBS”, aprova Neide de Salve Mainardi, moradora do Bairro Olímpico.

FRALDAS E DIETAS

Outra vertente do Remédio em Casa é a entrega domiciliar de fraldas e dietas enterais para pacientes acamados e com dificuldades de locomoção. São mais de 1.500 moradores atendidos pela iniciativa, que facilita a vida do usuário e também de seu cuidador ou cuidadora, que não precisa se deslocar até um posto de Saúde para retirar os itens.

Esta ação tem viés ainda mais importante na rotina desses moradores, já que o paciente acamado não pode ficar sozinho e, em muitos casos, o cuidador, que geralmente é alguém da família, não tem com quem deixá-lo. Também representa economia de tempo e dinheiro, não sendo mais necessário pegar ônibus ou gastar com transporte por aplicativo para esta finalidade.

São Caetano acumula outras importantes conquistas no setor de Assistência Farmacêutica nos últimos anos, como a inauguração do Centro de Distribuição e Logística Nicolau Constantino (no Bairro Prosperidade), a chegada da Farmácia de Alto Custo e a nova Farmácia Municipal (ambas funcionando no 1º Andar do Atende Fácil, no Centro).