Foto: Divulgação / PMSCS

Apesar de a pandemia estar prestes a completar 2 anos, São Caetano criou 4.968 novos empregos com carteiras assinadas em 2021. O resultado foi divulgado no final de novembro pelo Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério da Economia.

Só no mês de outubro foram criadas 406 vagas de emprego formal em São Caetano, sendo que o setor que mais abriu vagas no mês foi o comércio (+180), seguido pela construção (+128) e indústria (+118). Atualmente, a cidade conta com um estoque que é o total de vínculos formais ativos, de 108.338 vínculos. Isso representa um crescimento de 5,2% em relação ao total de vínculos no mesmo período do ano passado.

“Os índices são bastante favoráveis, apesar das circunstâncias adversas por conta de quase 2 anos de pandemia. Quase todos os setores criaram empregos, dando destaque para o comércio, setor em que tivemos muitas conversas no início do ano e buscamos sempre oferecer todas as condições para que o comércio se mantivesse aberto no período em que muita gente pedia o fechamento do setor. Em São Caetano, a retomada econômica é realidade”, destacou o prefeito Tite Campanella.

O resultado de outubro foi positivo, com a abertura de 406 vagas. Na somatória de 2021, a cidade acumula mais de 4,9 mil novos postos. Considerando os últimos 12 meses (nov/2020 até out/2021) foram abertas mais de 5,3 mil vagas na cidade.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo, Tecnologia e Inovação (Sedeti), Thiago Tortorello, falou sobre os dados apresentados pelo Caged. “Passados onze meses de 2021, um ano atípico pós-covid, os indicadores são positivos, sobretudo referentes ao índice de vagas com carteira assinada, que reflete a robustez de nossas políticas públicas socioeconômicas. A tendência é que em dezembro, com a emissão do 13º salário e o advento do Natal, os índices sigam em ascendência. Continuaremos seguindo os protocolos de segurança da COVID, sem prejudicar o horário de trabalho e a peculiaridade das empresas”, resumiu Thiago.

 

ESTOQUE

Todos os setores aumentaram seus estoques com relação a 2020. O setor que apresentou a variação mais positiva foi a construção, com acréscimo de 25%. Os resultados para os demais setores são comércio (9%), indústria (4%) e serviços (2%).

O comércio voltou a apresentar saldo positivo em outubro (o terceiro consecutivo), com a abertura de 180 vagas formais. Na construção, o mês de outubro representou o oitavo mês positivo (não consecutivo) no ano, com a abertura de 128 vagas. A indústria voltou a apresentar saldo positivo em outubro (+118), depois de variar negativamente em setembro.