Texto: Nelson Albuquerque / Secult PMSCS

Foto: Secult/PMSCS

 

Conectar artistas, profissionais e instituições criativas é a nova missão da Prefeitura de São Caetano do Sul, para desenvolver o capital humano e gerar trabalho e renda. Nesta quinta-feira (15/9), às 18h30, será dado início à elaboração do Plano Municipal de Economia Criativa, em evento aberto a todos os interessados, no Cecape (Centro de Capacitação dos Profissionais da Educação “Zilda Arns” – Rua Tapajós, 300, no Bairro Barcelona).

São Caetano do Sul foi uma das dez cidades paulistas – única na região metropolitana – selecionadas pelo Programa Cria SP, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, por meio da organização social Amigos da Arte. O objetivo é construir um Plano para o setor criativo do município e inscrever São Caetano para concorrer à Rede de Cidades Criativas da Unesco.

“Neste primeiro momento estamos elaborando um diagnóstico dos setores criativos no município, com o envolvimento de artistas e instituições. Todos os interessados estão convidados a participar da São Caetano Criativa, pois este é um plano da cidade e para a cidade”, explica o secretário municipal de Cultura, Erike Busoni.

A elaboração do projeto envolve várias secretarias municipais, além da USCS (Universidade Municipal de São Caetano do Sul), Fundação das Artes, Fundação Pró-Memória e Conselho Municipal de Política Cultural (Concult). Escolas e associações artísticas, outros conselhos municipais (Inovação, Patrimônio, Turismo, Desenvolvimento Econômico), empresas, instituições de ensino, artistas e profissionais criativos também estão sendo chamados para integrar a formação do plano.

“Vamos construir juntos a criatividade com a cara de São Caetano”, diz Busoni. O documento deve conter ações locais, com estratégia e políticas de desenvolvimento cultural, artístico e econômico de forma sustentável.