Foto: Eric Romero / PMSCS

A Prefeitura de São Caetano do Sul reformulou e multiplicou o SEAS (Serviço Especializado em Abordagem Social de Pessoas em Situação de Rua). A equipe, que era formada por 3 educadores sociais, desde outubro é composta por 18 profissionais, o que resulta na ampliação e qualificação do trabalho.

O primeiro balanço deste novo formato dá a dimensão da expansão da atividade. De 10 a 31 de outubro, foram realizadas 715 abordagens e encaminhamentos. As equipes atuam nos locais onde é constatada a presença de pessoas em situação de rua, o que ocorre principalmente na região central.

“A abordagem social diária tem o objetivo de ofertar serviços que garantam a cidadania e dignidade das pessoas em situação de rua. Além das equipes de abordagem, existem parcerias com o terceiro setor e entidades religiosas, que atuam em ações como banho, alimentação, higiene, espaços de convivência e fortalecimento de vínculo, entre outras”, destaca o secretário municipal de Assistência e Inclusão Social, Thiago Mata.

A atuação segue a Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais, que versa que o SEAS deve ser ofertado de forma continuada e planejada, com o intuito de garantir o trabalho social de abordagem e busca ativa que identifique a incidência de situações de risco por violação de direitos, como trabalho infantil, exploração sexual e o uso de drogas.

Como resultado das abordagens, espera-se construir o processo de saída das ruas e possibilitar condições de acesso à rede de serviços e a benefícios assistenciais. Além disso, identificar as famílias e indivíduos com direitos violados, a natureza das violações e as condições em que vivem.

O telefone para acionar o Serviço Especializado em Abordagem Social de Pessoas em Situação de Rua é o 91341-4067.