Foto: Ricardo Quiles / GCM / PMSCS

A Secretaria de Segurança (Seseg), em parceria com o Departamento de Fiscalização e Controle Urbano, da Seplag (Secretaria de Planejamento e Gestão), de São Caetano do Sul, deflagraram na tarde desta quinta-feira (15/4) a Operação Pipas sem Morte. Além da prevenção de acidentes com linhas cortantes, a operação tem como objetivo, a prevenção contra a disseminação da Covid-19 através da aglomeração de pessoas.

 

O foco principal da ação é de prevenir acidentes com linhas cortantes do tipo chilena e linhas com vidro moído colado na linha, mais conhecido como cerol, principais causadores de acidentes e até mortes.

 

A operação aconteceu com as viaturas da Rotam (Rondas Táticas com Apoio de Motocicletas), Romu (Rondas Municipais), grupamento Canil, Corregedoria da GCM (Guarda Civil Municipal) e fiscais da Seplag, em diversos pontos da cidade utilizados por pipeiros. Foram apreendidos carretéis de linhas, com potencial de corte e linhas com cerol.

 

Os pipeiros também foram orientados sobre o modo perigoso da má utilização da pipa e da linha cortante, do contato com a rede elétrica, bem como das punições às infrações às legislações Municipal (lei nº 5.918 de 21 de dezembro de 2020) e Estadual, que proíbem o uso e a comercialização do cerol.

 

A multa é de R$765,63 para proprietários de estabelecimentos, que fabricarem e comercializarem o cerol ou  venda da própria linha cortante, e R$382,81 para usuários, multa cobrada dos pais ou responsáveis, caso os usuários sejam menores de idade.