Foto: Eric Romero 

Uma parceria entre a Secretaria de Saúde de São Caetano do Sul e o IPSPAC (Instituto Paulista de Saúde para Alta Complexidade) proporcionou atendimento e realização de cirurgias e atendimentos para casos, que já estavam diagnosticados como carcinomas de pele e psoríases para 100 pacientes que aguardavam atendimentos.

Além de auxiliar nos casos cirúrgicos, a parceria com o Instituto prevê cerca de 4 mil atendimentos ao longo dos próximos 12 meses. A clínica funciona no Espaço Cerâmica e fará um atendimento para avaliação inicial, além de marcar as cirurgias na sequência. “O município ganha com esse atendimento de alta complexidade para casos de melanoma, que antes precisavam ser regulados pelas unidades do Estado”, explicou o secretário de Saúde, Danilo Sigolo.

Os dermatologistas e mantenedores do Instituto, Wagner e Carolina Alva Tavares, devem ser certificados com o Cebas (Certificação de Entidades Beneficentes de Assistência Social na Área da Saúde). O selo concedido pelo Ministério da Saúde a pessoas jurídicas, reconhecidas como entidades beneficentes de assistência social para prestação de serviços na área da saúde, garante a parceria com órgãos públicos e isenção de contribuições sociais.

No primeiro dia de atendimento (9/11), o Instituto realizou triagem e consulta em 45 pacientes e 18 já retornaram no dia 11, para realizarem pequenas cirurgias. “Há três meses, passei por atendimento no dermatologista e soube que precisaria fazer uma incisão em uma lesão no rosto. Passei por avaliação e na mesma semana marcaram o procedimento. Foi tudo muito rápido”, destacou Antônio Rodriguero.