Foto: Divulgação / Osvaldo F. 

Um dos times mais tradicionais do vôlei feminino do País (campeão nacional na temporada 1991/92 e Sul-Americano em 1993, em parceria com a Colgate), São Caetano está de volta à Superliga A. Agora tendo a Energis 8 como parceira, a equipe garantiu o retorno à elite ao vencer o AGEE Atacadão São Carlos por 3 a 0 (25/19, 25/16 e 25/20), na quinta-feira (31/3), no Ginásio Milton Feijão, no Bairro Olímpico.

Com o resultado, São Caetano / Energis 8 fez 2 a 0 (já havia vencido em São Carlos por 3 a 1) na série melhor de três da semifinal da Superliga B, garantindo, também, vaga na final da competição. O outro finalista sairá do confronto das catarinenses Bluevôlei FURB SME (Blumenau) e Abel/Moda Brusque. A decisão será em confronto único, em São Caetano.

“Estou feliz pelo objetivo cumprido. Agora, temos uma final para ser disputada, na nossa casa, o que é muito importante. Desde já, chamamos a nossa torcida, que hoje compareceu no ginásio e foi muito importante na nossa vitória”, disse o treinador Fernando Gomes.

A líbero Laís também estava contente com o retorno da equipe à elite nacional. “Conseguimos anular o jogo delas e nossa torcida foi fundamental do início ao fim.”

O time tem as levantadoras Mikaella e Duda Rudgeri, as opostas Rafaela e Ariadne Santos, as ponteiras Duda Lima, Mari Blum, Aline Mossmann e Lenara, as centrais Giulia e Raquel e a Líbero Laís; mais as sub-21 Letícia Cruz, ponta, Aieska, meio, e a levantadora Laryssa, e a caçula ponta Eduarda do Amaral, Duda, do sub-19.