Foto: Osvaldo F - Contrapé

A equipe do São Caetano Energis 8 está se reforçando com vistas ao início da Superliga B, em janeiro de 2022. A equipe comandada por Fernando Gomes contratou a ponta Aline Mossmann e a oposta Ariadne Santos, ambas vindas de Chapecó (SC). A Superliga B é a competição que dá aos finalistas vaga para a Superliga A, principal competição do vôlei feminino nacional, na temporada seguinte.

Aos 26 anos, Aline falou sobre a expectativa de atuar por um time tradicional, que já teve jogadoras como Ana Moser e Fofão, por exemplo. “São Caetano é um time muito tradicional na Superliga e, apesar de não estar na Superliga A, o meu objetivo é jogar em São Paulo, jogar por São Caetano. Eu já conhecia o Fernando há algum tempo, falei com o meu treinador e não pensei duas vezes em aceitar”, ressaltou Aline, que estava em Chapecó desde 2016, tendo sido campeã da Superliga B em 2020 por Maringá.

Já a oposta Ariadne Cristine Ramos Santos tem 20 anos e veio para São Caetano em busca de novas experiências dentro do vôlei. “Eu queria experimentar um estilo de jogo diferente, ter uma oportunidade de trabalhar em outro lugar e sei que o Fernando é um técnico muito bom. Eu queria vivenciar um novo caminho”, comentou Ariadne, que nasceu em Sorriso (MT) e tem títulos desde as categorias de base, quando foi campeã brasileira de seleções sub-17 e integrou a seleção brasileira sub-20.

 

TREINOS

Tanto Aline quanto Ariadne já se integraram aos treinamentos da equipe, no Ginásio Lauro Gomes. O técnico Fernando Gomes falou a respeito da chegada de reforços. “A Aline é uma jogadora adulta que no ano passado disputou e venceu a Superliga B e traz sua experiência. Já a Ariadne é uma jovem que vem colaborar no setor ofensivo”, explicou o treinador.

A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) ainda confirmará a tabela da Superliga B, mas a Energis 8 São Caetano terá adversários fortes como Bradesco, Franca, São Carlos e Sesi (São Paulo), Blumenau e Brusque (Santa Catarina), Flamengo (Rio de Janeiro), Minas Náutico e Sada (Minas Gerais). A Superliga B será disputada em turno único, com quatro qualificados para a semifinal (melhor-de-três jogos), e final em jogo único.